Feeds:
Posts
Comentários

Viva la Vida !!!


Primeiro, gostaria de dizer o quão intrigada eu fiquei ao conhecer a letra desta música do Coldplay. A melodia é tão boa, que nunca havia parado para prestar atenção na letra. Até que vi num programa de TV e, a partir daí, essa música não saiu mais da minha cabeça.

Para ver a letra da música clique aqui.

Procurei em vários lugares na net interpretações válidas desta letra tão complexa…Além de ser complexa, remete a dúbias interpretações, e isso é o que mais “incomoda” do ponto de vista investigativo.

A minha primeira impressão da letra foi que a pessoa que narra é Jesus…porém tem alguns trechos que deixam essa interpretação sem sentido.

Um comentário, no entanto, contribuiu muito para minha interpretação:

“…O rei Luís XVI e da Revolução Francesa …

1.A capa do álbum é uma famosa obra de arte representando a revolução francesa. Eu acredito que o título é A Revolução Francesa.
Google Images: Pintura Revolução Francesa

2. Rei Luís XVI foi decapitado por um grupo de pessoas chamado de revolucionários. (…””Revolutionaries wait for my head on a silver plate”.”…)
Google: o rei Luís XVI revolucionários

3. Rei Luís XVI clamou a Deus para ser seu juiz e guia no momento de sua execução e destronar final. Seja (…”Be me mirror, my sword and shield”… uma referência bíblica a Palavra de Deus)
Google: King King Louis XVI Last Address or Last Testament

4. A revolução francesa é conhecida por seu ataque ao Cristianismo e que é a tentativa de descristianização da França, mas muitos missionários deixaram a França para levar o cristianismo ao mundo. (…'” my missionaries in a foreign field “…)

Google: a Revolução Francesa descristianização
Google: missionários franceses.

5. Luís XVI afirmou em seu discurso final que estava sendo mortos por injusto, razões falsas, ou na melhor das razões incompreendidos. (…”never an honest word, but that was when I ruled the world “…)
Google: King Louis XVI Last Address or Last Testament

6. Na canção, a batida pesada constante que nunca muda que é o tom do ritmo, pode ser um brilhante toque final … porque, como Luís XVI foi dando a sua palavra final, ele acabou por ser abafado pelo rufar dos tambores do carrasco, e ele foi decapitado.
Google: a morte de Luís XVI tambores…”

Este comentário foi traduzido…foi escrito originalmente em inglês.

Com esse pensamento, a letra faz mais sentido em todos os trechos do que se reportarmos as falas à Jesus. Apesar de que, a grandiosidade do rei exposto pela música tenha muita semelhança com a representação do que foi Jesus.

Fico mais tendenciosa com a teoria de Luis XVI, mas ainda não estou totalmente certa disso…

O que acham???

Renúncia


Acabo de ler um livro extraordinário de Chico Xavier, chamado Renúncia. Conta a história de uma alma de muita luz, chamada Alcíone. Ela veio ao mundo a pedido de seu amado para ajudá-lo em sua ventura na Terra, a fim de aperfeiçoar seus conhecimentos e se aprimorar como ser, aproximando-se mais de Deus.

Muito mais compreendida das coisas divinas, Alcíone demonstra em todas as suas passagens, uma sabedoria e amor inexplicáveis para nós, que temos tanto a aprender nesse mundo.

Esse livro me surpreendia a cada atitude e comportamento de Alcíone perante os obstáculos experimentados na vida terrena, a ponto de causar surpresa e encantamento a cada situação. É realmente uma lição para todos que quiserem penetrar no caminho do amor, compreensão e altruísmo.

E mais, diria que é um livro, apesar de seus preceitos espíritas, deveria ser apreciado por qualquer pessoa cristã, que quisesse uma boa leitura para conforto espiritual e um exemplo para a prática dos ensinamentos deixados por Cristo.

 “O Cristianismo jamais será doutrina de regras implacáveis, mas sim a história e a exemplificação das almas transformadas com Jesus, para glória de Deus.”


Este post é em homanagem ao meu cunhado…ansioso por mais uma leitura …heheh

Acho que para muitas pessoas, o Natal gera uma série de sentimentos. Às vezes contraditórios e confusos, principalmente para aqueles que perderam pessoas próximas e queridas.

Vou me explicar melhor: da mesma forma que é muito bom juntar os familiares e relembrar histórias engraçadas do passado, é muito dolorido perceber que alguém está faltando nesta comemoração…

Pensando nisso, trouxe aqui neste post uma parte de uma carta que  era distribuída, domingo, no Cemitério Jardim das Palmeiras para os visitantes:

“E daqui, do mundo físico, através do pensamento, nos comunicamos com as pessoas queridas que partiram antes de nós. Todo pensamento de an­gústia, de tristeza, pode atingi-las, causando mais tristeza, mais aflição. Mas, também, tudo o que pensarmos e fizermos de bom, em nome delas, as tornará felizes.

Portanto, nessa visita ao cemitério, pense positivo. Envie pensamento de paz, de amor, de alegria, para o seu ente querido. Ajude aos outros em nome dele. Reze, de acordo com a sua religião, pedindo a Deus em favor dessa pessoa pois, pelo pensamento, ela estará recebendo as nossas energias espirituais positivas.”

Transportando este momento de angústias e saudades sentidos ao visitar em ente querido, para a comemoração do Natal, que podem gerar estes mesmos sentimentos, digo: não mantenha pensamentos de mágoa por um familiar que não está presente…envie presentes através do seu pensamento… Com certeza ele ficará muito mais feliz e próximo da felicidade que você compartilha com aqueles que estão presentes.

Abraços e Feliz Natal a todos !!

Nascemos bons ???


Por dentro da mente dos bebêsEstava eu, passeando no SESC com minha filhinha de 2 anos, quando me deparei com a capa da revista Época que trazia a seguinte matéria : “Por dentro da mente dos bebês“. E como todas mães (ou a grande maioria!), quis saber o que se passa na cabecinha daquele ser que aparenta precisar ser ensinado de tudo.

Qual não foi minha surpresa ao perceber que estava totalmente enganada…segundo a psicóloga americana Alison Gopnik, professora da Universidade da Califórnia, em Berkeley, os bebês são mais consciente que nós, adultos. Ela é a autora de The philosophical baby (O bebê filosófico), uma compilação de estudos científicos que forma o mais completo retrato da mente infantil até hoje.

E mais, defende a idéia de que eles demonstram qualidades morais inatas(!!!).

Ou seja, já nascemos sabendo distinguir o certo do errado…como se Deus nos colocasse no mundo dizendo “você estará no meio de todos os tipos de pessoas e de situações…mas você saberá o que fazer”.

Aos meus olhos, esta conclusão me parece totalmente plausível…mas ainda neste raciocínio, como podemos conciliar a suposição da ciência de que determinados indivíduos nascem psicopatas, por exemplo??? Ou que algumas pessoas já tem uma predisposição para matar, roubar e cometer crimes ??


Certa vez, perguntaram para um sábio:

– Por que existem pessoas que saem facilmente dos problemas mais complicados, enquanto outras sofrem por problemas muito pequenos, morrem afogadas num copo de água?

O sábio sorriu e contou esta história…

“Era um sujeito que viveu toda sua vida, fiel as palavras de DEUS.

Quando morreu, todo mundo falou que ele iria para o céu.

Um homem tão bondoso quanto ele somente poderia ir para o Paraíso.

Ir para o céu era importante para aquele homem, mas houve um erro em sua chegada ao céu.

O Homem que o recebeu, deu uma olhada rápida nas fichas em cima do balcão e, como não viu o nome dele na lista, lhe orientou para ir ao Inferno.

E no Inferno, você sabe como é, ninguém exige crachá nem convite, qualquer um que chega é convidado a entrar. 

O sujeito entrou lá e foi ficando.

Alguns dias depois, Lúcifer chegou furioso às portas do Paraíso para tomar satisfações com a pessoa que lhe havia enviado.

– Isto é injusto! Nunca imaginei que fossem capazes de uma baixaria como essa. 

Isso que vocês fizeram não é justo!

Sem saber o motivo de tanta raiva, o Homem da recepção perguntou, surpreso, do que se tratava.

Lúcifer, transtornado, desabafou: 

– Você mandou aquele sujeito para o Inferno e ele está fazendo a maior bagunça lá.

Ele chegou escutando as pessoas, olhando-as nos olhos, conversando com elas.

Agora, está todo mundo dialogando, se abraçando, se beijando. O inferno está insuportável, parece o Paraíso!

E então fez um apelo:

– Por favor, pegue aquele sujeito e traga-o para cá!”

Quando o sábio terminou de contar esta história olhou-me carinhosamente e disse:

– Viva com tanto amor no coração que se, por engano, você for parar no Inferno, o próprio demônio lhe trará de volta ao Paraíso.

Problemas fazem parte da nossa vida, porém não deixe que eles o transformem numa pessoa amargurada. As crises vão estar sempre se sucedendo e às vezes você não terá escolha.

Sua vida está sensacional e de repente você pode descobrir que uma pessoa amada está doente; que o seu casamento ou relacionamento está quase no fim, que o seu trabalho não está sendo prazeroso, que a política econômica do governo mudou; isso traz infinitas possibilidades de problemas.

JESUS disse…

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. (João 16:33)

As crises você não pode escolher, mas pode escolher a maneira de como enfrentá-las.

No final, você verá que os problemas não eram tão grandes assim.

“Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si”. (Isaías 53:4)

Não diga para DEUS o tamanho dos seus problemas, mas diga para o seus problemas o tamanho do seu DEUS.

 

Tomara que o dia em que vou realmente ver as coisas deste ponto de vista não esteja tão longe…

Você consegue? Como ou o que precisa para conseguir?

Paz para todos.

Gestor ou refém da mente?


Livro: O Código da InteligênciaAcreditamos ingenuamente que temos pleno domínio do processo de construção de pensamentos, idéias, imagens mentais. Não é verdade. Podemos dominar computadores, carros, aviões, mas não temos o domínio completo da mais incompreensível das máquinas: a mente humana. Quantos pensamentos inquietantes perturbam nossa tranqüilidade sem que os tenhamos produzido conscientemente? Quantas idéias fóbicas transitam pelo palco psíquico sem que tenhamos permitido que fossem construídas pela vontade consciente?

… Nesse caso, se usarmos um veículo como uma analogia da mente humana, podemos dizer que somos amordaçados no banco de passageiro como espectadores passivos de uma viagem que não programamos. Aliás, diariamente milhões de pessoas viajam em suas mentes no território das fobias, das preocupações doentias, da ansiedade, sem ter programado essa viagem. Entraram em um filme de terror que não queriam assistir. O dramático é que o filme roda na sua mente. Não há tecla para desligar o aparelho mental.”

Esse trecho foi retirado de um livro que estou lendo recentemente: “O Código da Inteligência” de Augusto Cury. (http://veja.abril.com.br/livros_mais_vendidos/trechos/o-codigo-da-inteligencia.html)

Apesar de, em nenhum momento (pelo menos até onde eu li), o autor relacionar as funções da mente com o espiritualismo, acredito que este vem dar o complemento que falta na teoria de Cury.

Afinal, ele afirma que não temos controle sobre os nossos pensamentos…e se isso não é possível através da máquina humana, só pode ser proveniente da energia que dá vida à esta máquina, a nossa alma.

Neste livro, Cury fornece meios para que possamos dominar a nossa mente e consequentemente nossos pensamentos…mas será que, mesmo sendo bem-sucedidos nesta tarefa, conseguiremos dar tranquilidade à nossa alma?

Que Deus nos abençõe com o conhecimento…

Abraços.

Por falar em caridade…


jantar dançante

Pessoal, na próxima quarta-feira vai acontecer no Márcia & Marô um jantar em prol de projetos sociais realizados no Instituto Irmã Adelaide (http://www.corjesu.org.br/vp/).

O Centro de Ações Sócio-educativas “Irmã Adelaide” ligado ao Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus (IASCJ),  atende jovens e adultos da região do Ferradura Mirim, na periferia de Bauru. Entre suas ações estão, cursos profissionalizantes, palestras educativas, assistencia social, entre outras.

Para maiores informações, ligue para :
 (14) 3227-3720 ou 3227-3824
PS: Eu vou !!!